Entrevista com a professora Raquel dos Santos Funari

Nessa semana nossa entrevistada é Raquel dos Santos Funari, professora da rede particular em São Paulo e em estágio de pós-doutoramento no PPGHIS (Programa de Pós-graduação em História) da UFPR.

Professora Raquel dos Santos Funari. Foto: Acervo pessoal.

Quando você decidiu que queria estudar o mundo antigo? Como foi esse processo?

Sempre me imaginava na Idade Média, mas o meu orientador André Chevitarese levou-me ao estudo da Antiguidade no ensino de História e nos usos que se tem feito do antigo. A egiptóloga Margaret Bakos, com a qual Chevitarese estudava a Egiptomania, acabou por levar-me a esmiuçar o Egito antigo no Ensino de História e na formação da cidadania, em geral.

Quais são os seus livros favoritos? (antigos ou contemporâneos sobre os antigos)

Adoro os livros do Christian Jacq, mas são diversão. Heródoto com seu livro segundo sobre o Egito é um encanto. Cada vez que leio, descubro novas informações. Jean Vercoutter (Em busca do Egito Esquecido), todas as obras da Margaret Bakos.

Quais são os seus temas atuais de pesquisa?

Sempre estudo a antiguidade no ensino de História e no cotidiano das pessoas, na mídia, no cinema. Egito está sempre presente e isso merece uma reflexão. Agora, também me dedico ao tema da presença feminina na História Antiga, ou a ausência. Busco entender esse ocultamento da mulher e procuro estratégias de visibilização e empoderamento das mulheres, no presente.

O que você deseja pesquisar no futuro? Algum tema em especial?

Desejo explorar e entender melhor esses como se pode tornar a mulher antiga mais aparente para os estudantes hoje. Isso é muito importante, pois só conhecendo melhor o passado podemos propor um futuro mais humano para todos, mulheres e homens.

Existe algum lugar que marcou a sua relação com o mundo greco-romano/antigo? Qual?

O Oriente Médio. As cidades antigas e modernas da Jordânia e Israel, com seu cruzamento de culturas e tradições, suas paisagens naturais e humanas, tudo nos inspira.

Qual é o seu personagem (ficcional ou não) favorito do mundo clássico/antigo? Por que?

Moisés é um deles, objeto do filme Príncipe do Egito, outra é Cleópatra, egípcia, grega, rainha, poderosa, inteligente.

E, para finalizar, qual grego ou romano você chamaria pra um café? Sobre o que conversariam?

Cleópatra! Dei parecer para a tradução da obra Cleópatra e sua víbora (Companhia das Letras), da coleção Mortos de Fama, uma ótima coleção voltada para estudantes. Seria uma boa oportunidade de bater um papo com uma mulher tão original.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s